FAS terá indicadores para medir qualidade dos serviços

A Fundação de Ação Social (FAS) está criando indicadores de mensuração da qualidade dos serviços socioassistenciais prestados à população em situação de vulnerabilidade social de Curitiba. Desejo antigo das equipes técnicas da Fundação, a criação dos indicadores de qualidade foi iniciada de forma planejada a partir da realização do 9º Encontro de CRAS de Curitiba, aberto nesta terça (20) na Universidade Tuiuti do Paraná. Os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) são as unidades de execução dos serviços de proteção social básica, que visam prevenir situações de risco social, reforçar o principal papel da família como referência para seus integrantes e fortalecer seus vínculos familiares e comunitários.

“A proposta é ouvirmos experiências que possam levantar variáveis que nos permitam pensar de forma estruturada na montagem de indicadores. Percebemos mudanças significativas na qualidade dos nossos serviços nos últimos anos, mas até hoje só os quantificamos, nunca qualificamos”, afirmou a diretora de Proteção Social Básica da FAS, Ana Luiza Suplicy Gonçalves. Durante o Encontro, cerca de 300 servidores das equipes técnicas de atendimento social dos CRAS participarão de oficinas de levantamento de variáveis para construção de indicadores nos diversos serviços prestados nas unidades da FAS: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e Serviço de Proteção Social Básica (PSB) no Domicílio.

“Tenho me encontrado regularmente com as equipes dos CRAS e sempre saio de lá com muitas ideias e muita vontade de fazer. Cada história que a gente ouve nos CRAS nos impressiona, como a de educadores sociais que aprenderam a tocar um instrumento porque um idoso atendido pelo PSB no Domicílio gostava muito de música”, disse a presidente da FAS, Marcia Oleskovicz Fruet. “É preciso que as demais políticas públicas compreendam o papel transformador dos CRAS nos territórios. É uma outra cidade, outro desafio e vocês são capazes de enxergar isso”, completou, durante sua fala na inauguração do evento.

Após a abertura do encontro, Carla Bronzo, professora da Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, do governo de Minas Gerais, proferiu palestra sobre o tema “O psicossocial no trabalho social com famílias: desafios para a intervenção e para a avaliação”.

O 9º Encontro de CRAS de Curitiba terá continuidade nesta quarta (21), com atividades das 8h às 12 horas.