Ação marca Dia de Combate à Violência Sexual Infanto-Juvenil em Curitiba

Equipes da Fundação de Ação Social (FAS) da regional Matriz, com o apoio do Conselho Tutelar e da instituição social Meninos de 4 Pinheiros, promovem nesta quarta-feira (18) uma ação de conscientização do Dia Nacional de Combate ao Abuso à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado nesta data.

Das 14h às 17 horas, as equipes farão entregas de materiais educativos na Praça Osório e na Praça Rui Barbosa, no Centro, além de divulgar os principais canais de denúncia e responder dúvidas sobre o tema.

No Brasil, foram registradas, em 2014, 24.575 denúncias de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes recebidas pelo Disque Direitos Humanos – Disque 100, que recebe denúncias de violações de direitos. De acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o Paraná é o sétimo estado com maior número de denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. Nos primeiros três meses de 2015, o Disque Direitos Humanos registrou 231 denúncias feitas no Paraná.

Em Curitiba, funciona a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco, que reúne diversos órgãos ligados à proteção dos direitos deste público. Em 2014, a Rede de Proteção notificou 502 casos (suspeita e confirmação) de violência sexual contra crianças e adolescentes. Entre os casos, a faixa etária com o maior número de vítimas é de crianças com idades entre 5 e 9 anos.

Denúncias de casos onde exista a suspeita de abuso e exploração sexual devem ser feitas através do Disque 100, da Central 156 da Prefeitura de Curitiba ou ao Conselho Tutelar.

Dia 18 de Maio

No dia 18 de maio de 1973, Aracelli Cabrera Crespo, de 8 anos, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e teve seu rosto desfigurado com ácido antes de ser morta. O crime, que aconteceu na cidade de Vitória (ES), foi cometido por membros de uma tradicional família da cidade e não houve condenação, mesmo com diversos testemunhos contra os envolvidos. Com a promulgação da Lei 9.970, em 2000, a data passou a ser considerada o Dia Nacional de Combate ao Abuso à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.