Voluntários participam de treinamento para atendimento a moradores de rua

Em pouco mais de 15 dias de funcionamento da Operação Inverno, de atendimento à população em situação de rua nos meses mais frios do ano, a Defesa Civil registrou 510 inscritos interessados em atuar como voluntários no programa. Somente nos primeiros dois dias de funcionamento, foram 194 inscrições. Os voluntários compõem as equipes de Abordagem Social para auxiliar no convencimento dos moradores de rua a aceitar os encaminhamentos às unidades de atendimento especializadas.

“Sabemos que Curitiba é solidária, mas mesmo assim foi uma surpresa o grande número de interessados em ajudar. Com certeza essas pessoas vão somar no nosso time e juntos não vamos perder ninguém para o frio, que é o nosso maior objetivo nesse inverno que promete ser intenso”, salientou a presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Marcia Oleskovicz Fruet.

Neste primeiro momento, são três voluntários por noite que atuam nas abordagens sociais na rua, com o apoio de educadores e assistentes sociais, psicólogos e pedagogos. Os grupos acompanham as solicitações que chegam pela Central 156 e também saem nas rotas pré-mapeadas pelas equipes.

“O voluntário precisa ser sensível à problemática da pessoa em situação de rua e trabalhar junto com a nossa equipe na hora de tentar convencer a pessoa a sair daquele risco para um local protegido”, disse a coordenadora de Atenção à População em Situação de Rua da FAS, Sueli Cortiano.

Ao longo do inverno, os voluntários também serão recrutados para trabalhar dentro das unidades de acolhimento, das 23h às 7 horas, onde os usuários atendidos fazem alimentação, higiene pessoal, troca de roupas e pernoite. Para a Operação Inverno 2016, são disponibilizadas 1317 vagas de acolhimento nas 18 unidades especializadas (10 oficiais e 8 conveniadas), além da possibilidade de abertura de três espaços emergenciais, com mais 300 vagas disponíveis.

Em caso extremo, a Prefeitura de Curitiba ainda poderá fazer a abertura de escolas para o atendimento desta população.

Interessados em atuar como voluntários podem se cadastrar pelo site http://www.curitiba.pr.gov.br/cadastro-voluntario-doe-calor.

Capacitação

Na noite desta quinta-feira (9), uma turma de 280 inscritos foi chamada para participar da capacitação realizada pelas equipes da FAS e da Defesa Civil. Na capacitação são explicadas as dinâmicas do trabalho e orientações de segurança e de procedimentos. Cerca de 100 pessoas participaram do encontro.

Adriano Quengi, 25 anos, foi um dos participantes. Historiador por formação e estudando para ser bombeiro, já atuou como voluntário algumas vezes, mas nunca com pessoas em situação de rua. “Eu sei que tem pessoas abordadas que não aceitam acolhimento, mas estou preparado. Tanto para o frio como para as situações que vamos encontrar e espero fazer a diferença na vida de alguém”, disse.

As capacitações vão acontecer conforme o número de inscritos no programa de voluntariado e a demanda de atendimento. Além dos voluntários, mais de 200 servidores da FAS e de outros órgãos da Prefeitura estão envolvidos na Operação Inverno.

Atendimentos

Na noite de quinta-feira (9) e na madrugada desta sexta (10), as equipes de Abordagem Social que estiveram percorrendo as ruas de Curitiba fizeram 98 atendimentos a pessoas em situação de rua. O número é quase quatro vezes maior que a média do mês de maio. Destas, 48 pessoas foram encaminhadas ao acolhimento masculino e três ao acolhimento feminino. Uma pessoa foi encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Outras 21 pessoas que são identificadas pelas equipes de abordagem, mas não aceitam atendimento e permanecem em locais muito expostos ao frio foram acompanhadas durante a noite toda.

Doações

Quem quiser realizar doações para as pessoas em situação de rua e famílias em situação de vulnerabilidade social pode fazer através da campanha do agasalho Doe Calor, que conta com pontos de coleta espalhados pela cidade (endereços no site www.doecalor.com.br), ou ainda, articular ações junto à equipe de Proteção Especial da FAS pelo telefone (41) 3250-7952.