Projeto social revitalizará espaços do Portal do Futuro Bairro Novo

A terceira edição do projeto Mueller Ecodesign Social, que promove revitalizações de espaços que atendem públicos em situação de vulnerabilidade social, foi lançada na manhã desta quarta-feira (15) no Shopping Mueller. Diferente do que aconteceu nas edições anteriores, onde unidades de acolhimento para meninos e meninas atendidas pela Fundação de Ação Social (FAS) foram reformadas, a nova edição do projeto revitalizará espaços do Portal do Futuro do Bairro Novo, projeto da Prefeitura de Curitiba administrado pela Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ).

Segundo uma das coordenadoras do projeto, a arquiteta Rose Guazzi, a proposta surgiu ao se levar em conta o ano em que o Brasil sediará as Olimpíadas e as Paraolimpíadas. “A partir disso e do pensamento que o esporte é uma ferramenta importante na inserção social, começamos a pensar numa proposta de projeto que pudesse atender mais crianças e adolescentes através dessas atividades”, contou.

A presidente da FAS, Marcia Oleskovicz Fruet, considerada madrinha do Ecodesign Social, elogiou a nova proposta. “Aqui em Curitiba já temos a certeza de qual será o legado que as Olimpíadas deixarão para o país: poder ver um conjunto de profissionais engajados em prol de pessoas, em realmente promover a diferença na cidade, que é de todos”, afirmou.

Ao todo, serão 33 escritórios de engenharia e arquitetura participando do projeto, promovido pelo Shopping Mueller, que, além de reformar espaços do Portal do Futuro planejados sob a ótica da sustentabilidade, também vão incorporar itens que respeitem a acessibilidade de crianças e adolescentes com deficiência. “Esse projeto é ainda mais surpreendente por pensar justamente em jovens com diferentes características, mas que são cidadãos plenos e merecem a cidade também. Não tenho dúvidas do sucesso, porque pensar em esporte é pensar em inclusão”, disse a secretária da Pessoa com Deficiência, Mirella Prosdocimo.

De acordo com a organização do Mueller Ecodesign Social, o Portal do Futuro Bairro Novo será o primeiro dos seis de Curitiba a receber um parque adaptado para crianças com deficiência – já são dois parques do tipo em praças da cidade. Os engenheiros, arquitetos e designers que trabalharem neste ambiente terão um desafio adicional: criar dois novos brinquedos inclusivos para o espaço.

“Essa é uma grande oportunidade de exercer a função da arquitetura, que é voltada primeiro às pessoas, depois ao concreto. Hoje o Portal do Futuro Bairro Novo atende 3 mil jovens e adultos de 12 a 29 anos, mas com o empenho desses profissionais, já podemos pensar em ampliar atendimentos e começar a imaginar novos públicos utilizando os espaços”, disse o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Aluísio Dutra Júnior.

As obras devem ser iniciadas no começo de julho e a entrega deve acontecer em outubro deste ano. Os profissionais serão divididos por espaços, de modo que cada escritório ficará responsável pela revitalização das diferentes salas de ginástica, piscina, ginásio, banheiros, leitura, administração, informática e parquinho inclusivo.