Comissão de Vigilância em Saúde DST/Aids do Conselho Municipal de Saúde realiza Vigília da Aids

A Comissão de Vigilância em Saúde DST/Aids do Conselho Municipal de Saúde de Curitiba (CMS) vai realizar no dia 19 de maio de 2016, na Boca Maldita, em Curitiba, a Vigília da Aids. A data é celebrada todos os anos no terceiro domingo de maio para lembrar das pessoas que faleceram por conta da doença. A Comissão optou por realizar o evento na sexta-feira devido ao movimento na Boca Maldita. O ato, que vai começar às 10h e deve seguir até as 16h, lembra também as pessoas que sofrem com a doença, além de incentivar a promoção à saúde.
Durante todo o evento serão realizadas atividades de orientação sobre a doença e distribuição de preservativos masculinos e femininos. Para o meio-dia está marcada a abertura oficial do evento. Depois, por volta das 15h, haverá uma apresentação musical do grupo do Centro de Prevenção e Recuperação O Caminho, a Verdade e a Vida (Precavvida), entidade que atende dependentes de drogas. O evento contará com a participação de organizações da sociedade civil em todas as atividades. Neste ano, testes de aids por fluido oral serão disponibilizados no local, por meio do programa Viva Melhor Sabendo, criado pelo Ministério da Saúde há dois anos.
A coordenadora da Comissão de Vigilância em Saúde DST/Aids do CMS, Sandra Dolores de Lima – que representa a Associação Fênix na Comissão – acredita que a Vigília é um ato para celebrar a vida. “Fica as saudades dos que se foram, mas é preciso lembrar da evolução na medicação e a qualidade de vida que é possível hoje”, analisa Sandra. Para ela, a Vigília também é um dia de lembrar da importância de se fazer o diagnóstico precoce. “A maior parte das pessoas que falece por conta da aids teve o diagnóstico tardio”, comenta.
Para a coordenadora do setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Liza Rosso, a Vigília da Aids é um momento de reflexão pelas pessoas que faleceram, mas também um momento de orientação à população. “Hoje nós vestimos a camisa da prevenção, do diagnóstico precoce e também da diminuição da transmissão”, avalia.
AIDS E HIV EM CURITIBA
De acordo com o Boletim de Epidemiologia de HIV – Aids da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em 2015 foram registrados 116 óbitos por conta da aids em Curitiba. Número que reduziu, pois em 2015 foram 145. Também em 2015, o Boletim apontou 328 casos de aids e 871 pessoas portadoras de HIV.
Desde 1984 (ano que foram notificados os primeiros casos da doença em Curitiba) foram registrados 15.909 casos de aids e de portadores de HIV na cidade. Desde 1985, foram 3.565 óbitos.
Liza Rosso avalia que a quantidade de óbitos vem reduzindo porque está se trabalhando para cada vez mais melhorar a assistência já na Atenção Básica em saúde. Ou seja, os pacientes com o vírus têm detectado isso precocemente, o que possibilita com que a terapia seja iniciada o mais rápido possível. “Temos hoje uma melhor adesão e diagnóstico já na ponta, pois os infectologistas já atendem na Atenção Básica”, comenta.
EXAMES
Todas as unidades básicas de saúde realizam os testes convencionais de HIV, que ficam prontos em até três dias. O teste rápido, que dá o resultado em até 30 minutos, pode ser feito no Centro de Orientação e Aconselhamento (COA), no bairro São Francisco (Rua do Rosário, 144, 6º andar.). O Projeto A Hora é Agora – Testar nos Deixa mais Fortes disponibiliza um trailer onde são realizados exames de sangue na hora. O trailer fica estacionado na Boca Maldita nas sextas-feiras e sábados, das 17h às 21h. A plataforma virtual (e-Testing) www.ahoraeagora.org possibilita que os interessados recebam em caso o teste de fluido oral.

 

“Manter o foco na aids é lutar pelo acesso ao tratamento e à prevenção; é superar o preconceito contra quem vive com HIV, pois discriminação também mata; é ficar indignado com mortes que poderiam ser evitadas; é procurar o serviço e fazer o teste de HIV.” (Pastoral da Aids)
SERVIÇO
O QUE: VIGÍLIA DA AIDS
QUANDO: 19 DE MAIO DE 2016
ONDE: BOCA MALDITA – (RUA 15 DE NOVEMBRO, CURITIBA)
HORÁRIO: 10H ÀS 16H